Letras são como estrelas, a guiar o viajante disperso, a uma praia, porto, lugar qualquer, onde possa raiar o dia, onde almas, mentes, corações, possam se encontrar, viver um espaço de beleza maior...

24 de jun de 2012

Estações do Coração

No coração de uma mulher
Muitas estações se fazem,
Chega a primavera
Em delicadas e coloridas flores,
Em imaginosos anseios,
A brincar sob os lençóis em muitos devaneios...
Vem o verão de ardentes desejos
E quentes emoções...
Mas a alegria cede seu lugar,
Quando as folhas amarelas
Derrubam-se ao vento outonal,
E o tempo é de amor maduro e consciente...
O frio invernal não tarda a chegar,
Ora ácido, ora gelado,
Com suas tempestades e impiedoso vento,
A varrer os vestígios das folhas e das flores...
É como se as sementes
Na terra se guardassem,
Como se o mundo sobre si se fechasse,
A hibernar solitário em um coração adormecido...
Até que os ventos tragam o calor
Que derrete as neves sobre a montanha,
Até que venham as tempestades tão intensas e velozes
A arrastarem inclementes dores e sofreres...
Para que na terra fértil
De um coração de mulher,
Possam as sementes do amor germinar,
Romper a terra ao calor do sol de um novo dia!
Tantas estações florescem,
Definham, se escondem em meu peito,
Tantas emoções aguardam
O ciclo dos ventos e das monções.
Em todas elas do seu amor irei precisar,
Mesmo quando o inverno chegar
Espero ver a neve derreter quando você me aconchegar,
E descobrir as sementes do amor escondidas em meu coração!

12 de jun de 2012

Simplesmente amor


Preciso de ti de uma forma que nem imaginas
preciso de ti como do ar que respiro
como do chão que me sustenta.
Sem você não irei a lugar algum
e meu céu não será tão belo
e nem a vida terá tantas cores para eu apreciar!
Sem você eu morro um pouco mais
pois é em você que encontro minha vida
em você minha liberdade
em você meu amor e ternura
em você minha beleza
em você minha alegria e magia!
Em você a verdade que me espera
em você a luz que me ilumina.
Mas já não há medo algum neste amor
nem ansiedade ou desespero
nem dor nem culpa.
Meu amor é sereno como um lago num dia sem vento
que espelha a beleza do céu
meu amor é paciente como uma grande árvore
e cheio da paz luminosa como as neves eternas do Kilimanjaro.
Meu amor te aguarda hoje e sempre
meu amor já não é deste mundo
mas está contigo na eternidade.
E mesmo que você que não compreenda
que sigo um riscado estranho
traçado em um tempo longínquo
que nos aguarda desde sempre
está tudo bem!

Ana Liliam

10 de jun de 2012

O eterno presente


Existe um mundo novo
bem aqui, pertinho de nós
neste momento, o eterno presente.
E eu quero ir junto com você
mostrar que é possível,
você já sabe disso e já esteve lá,
só quero lembrá-lo...
Sei que os céticos dirão,
mas que bobagem!
isto é pura piração!
Mas não me importo
sei que eles também lá chegarão.
Só quero lembrá-lo...
houve um dia de paz
de admirar uma delicada flor...
um belo pôr de sol de tirar o fôlego!
um momento sem palavras...
ou quando os olhares se cruzam e o tempo pára!
um momento de rara beleza e delicadeza,
um encontro de amigos,
abraços sinceros, beijos, mãos dadas!
brincadeiras de crianças (ou nem tão crianças),
momentos de pura presença!
e as cores e sons ficam mais vivos,
e nós nos sentimos tão vivos!
como se tudo fosse morte até então...
um instante fugaz!
que se quebra em nossas palavras geladas,
ou em um pensamento vão!
é que o ego interrompe o eterno...
e nos traz amarrados de volta
ao tempo da escravidão!
O ego nos quer no mundo
onde tudo se desfaz, prisioneiros do nada,
construtores de ilusões no mundo onde tudo,
tudo morre...
É a sobrevivência do ego!
pois no novo mundo, é ele quem morre!
A beatitude dos Budas,
a paz dos santos,
pode ser sua e minha também,
basta apenas virar a esquina,
no viés deste mundo insano,
para colher momentos de luz e beleza,
trilhar este novo caminho, tão antigo!
andarmos juntos, corações atrelados
num novo passo!
Tudo mais passará!


Ana Liliam

6 de jun de 2012

SER HOMEM


(Adaptado de Cristiano Oliveira)

Lembrado ou esquecido diante de sua dureza
Amado, envelhecido perante sua natureza.
Homem, criado pelas mãos do Criador.
O fez à sua imagem e beleza. Deu-lhe razão.
Confiou a inteligência. Para amar com o coração.

Homem do passado, das guerras e lutas.
Das fábricas, das cidades, das jornadas e labutas.
Homem das letras, da filosofia e da ciência.
Homem da escrita, das palavras e da gerência.
Homem do presente e do futuro.

Homem que é menino. Que corre, pula, joga bola porque quer ser criança.
Homem que perde a inocência. Fica adulto. Parte... Busca... Planta!
Homens que são homens. Exemplos de vida.
Outros, o não. Estão perdidos, presos nas prisões, sem espelho, violentos.

Homem que luta para sustentar o lar, ganhando o digno pão.
Homem que é marido, pai, esposo, filho, avô, tio, irmão.
Homem que é político, consagrado, educador, artesão.
Homem poeta, do campo, da tecnologia, da fé e do chão.
Homem! Imagem da criação!

enviado por Mônica

Oficina: SER HOMEM
em Homenagem ao Dia internacional do Homem

Com Mônica Filizola e Rogério Amorim, monica.filizola@terra.com.br
A todos os homens e suas admiradoras:

A Oficina Ser homem está iniciando seu primeiro evento em comemoração ao Dia Internacional do Homem. 
Você homem, amigo, companheiro, pai e irmão é muito importante. Venha celebrar com a gente.
As mulheres também poderão participar, desde que acompanhadas de um ou mais homens. 

Dia: 15 de julho (domingo) de 16:15h às 19:00h (vivência de Biodanza). 

Local: Clube Amygo (no salão maior)
Setor de Clubes Sul Trecho 2 Lote 59 Brasília–DF
(ao lado da Oca da Tribo)

Investimento do homem: R$45,00 pagamento com depósito até o dia 06/07 ou no local, se houver vaga (R$54,00). Cada homem poderá convidar uma única mulher. 
Atenção: Para as mulheres participarem, terão que convidar um homem. 
Investimento da mulher: R$20,00 pagamento com depósito até o dia 06/07 ou no local, se houver vaga (R$25,00). 



Related Posts with Thumbnails