Letras são como estrelas, a guiar o viajante disperso, a uma praia, porto, lugar qualquer, onde possa raiar o dia, onde almas, mentes, corações, possam se encontrar, viver um espaço de beleza maior...

23 de jul de 2012

Meu céu em você

Quando você partiu
levou contigo meu céu,
meu céu azul de luz e paz.
Pois mesmo quando nossas palavras
falam em diferentes linguagens
e não mais nos entendemos,
para levantar espessos véus entre nós,
ainda assim estou no céu ao teu lado.

Sei que um momento chegará,
em que não precisaremos mais de escorregadias palavras,
sei que nos encontraremos neste céu de paz e luz,
além das dores do passado,
depois de toda culpa e erro,
que irão se dissipar na luz de um novo dia.

É verdade que outras estrelas sorriem para mim,
mas desejo ver além do brilho fugidio das ilusões,
somente o céu límpido que nos aguarda.
Perdura em mim uma fome de amor,
o desejo da mais verdadeira alegria,
e da inteira felicidade
em viver ao lado teu.

Ana Liliam

21 de jul de 2012

ENTRE AMIGOS


de Martha Medeiros

Para que serve um amigo?
Para rachar a gasolina, emprestar a prancha, 
recomendar um disco, 
dar carona pra festa, passar cola, caminhar 
no shopping, segurar a barra.
Todas as alternativas estão corretas, porém isso não basta 
para guardar um amigo do lado esquerdo do peito. 
Milan Kundera, escritor tcheco, 
escreveu em seu último livro "A Identidade", 
que a amizade é indispensável para o 
bom funcionamento da memória 
e para a integridade do próprio eu.
Chama os amigos de testemunhas do passado e 
diz que eles são nosso espelho, 
que através deles podemos nos olhar.
Vai além: diz que toda amizade é uma aliança contra a adversidade, 
aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado 
contra seus inimigos. 
Verdade verdadeira.
Amigos recentes custam a perceber essa aliança, 
não valorizam ainda o que está sendo construído.
São amizades não testadas pelo tempo,
não se sabe se enfrentarão com solidez 
as tempestades ou se serão varridos numa chuva de verão.
Veremos. 
Um amigo não racha apenas a gasolina: 
racha lembranças, crises de choro, experiências. 
Racha a culpa, racha segredos. 
Um amigo não empresta apenas a prancha. 
Empresta o verbo, empresta o ombro, empresta o tempo, 
empresta o calor e a jaqueta. 
Um amigo não recomenda apenas um disco. 
Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um país. 
Um amigo não dá carona apenas pra festa. 
Te leva pro mundo dele, e topa conhecer o teu. 
Um amigo não passa apenas cola. 
Passa contigo um aperto, passa junto o reveillon. 
Um amigo não caminha apenas no shopping. 
Anda em silêncio na dor, entra contigo em campo, 
sai do fracasso ao teu lado. 
Um amigo não segura a barra, apenas. 
Segura a mão, a ausência, segura uma confissão, 
segura o tranco, o palavrão, segura o elevador. 
Duas dúzias de amigos assim ninguém tem. 
Se tiver um, amém."

enviado por Vera

20 de jul de 2012

Jornada da alma


Foi uma longa caminhada
às vezes titubeante,
outras às cegas, pude apenas tatear
o estreito caminho entre o abismo e a montanha que subia...
Noutras tantas tropecei
para me reerguer e retomar a jornada...
Meus medos enfrentei
e minhas sombras desafiei
como heroína sem jeito numa aventura
que não se conta em livros
mas que se vive nos meandros da alma,
entre a realidade que ofusca
e a verdade escondida na noite do dia que vai raiar...
Eis me aqui e ainda escuto Seu chamado
e sem medo dou minhas mãos ao destino,
eu, pequena criança entregue,
Tu, Velha Alma Sábia,
para que me leve, que me carregue,
por onde melhor se fizer.
Novo sol em breve vai iluminar
e aqui não vou mais estar,
pois pertenço ao rol das estrelas
que juntas trarão a paz e a luz
ao novo mundo.

Ana Liliam





17 de jul de 2012

FLORES-BRILHO




Quando o homem for capaz de ouvir o som das flores, então seu coração estará aberto para outras realidades transcendentais.
Quando o brilho do sol for visto como beijo da vida, então o homem comungará melhor com o prana.
Quando desaparecer o orgulho, os homens dirão com certeza: "Somos filhos da natureza!”.
Que o Grande Espírito possa promover uma chuva de amor no terreno de nossos corações.
Que as mágoas sejam lavadas e os dias cinzentos da alma diluídos pela Grande Luz que tudo cura e reconstrói.
Que as pessoas ouçam os sons das flores, com a percepção do coração.
Quando a vibração da luz dos homens for mais leve e simples, o próprio coração humano será uma flor e a humanidade um lindo jardim de "pessoas-flores" irrigadas pela paz do Grande Espírito.
- Um índio pele vermelha extrafísico  - Recebido espiritualmente por Wagner Borges; São Paulo, 17/07/98.

enviado por Francisco Ulisses

7 de jul de 2012

Dentro de um abraço




O dia dos namorados já passou, mas todo dia é para bem amar...


Martha Medeiros - 12 de junho de 2008


Onde é que você gostaria de estar agora, nesse exato momento?
Fico pensando nos lugares paradisíacos onde já estive, e que não me custaria
nada reprisar: num determinado restaurante de uma ilha grega, em diversas
praias do Brasil e do mundo, na casa de bons amigos, em algum vilarejo
europeu, numa estrada bela e vazia, no meio de um show espetacular, numa
sala de cinema assistindo à estréia de um filme muito esperado e,
principalmente, no meu quarto e na minha cama, que nenhum hotel cinco
estrelas consegue superar – a intimidade da gente é irreproduzível.
Posso também listar os lugares onde não gostaria de estar: num leito de
hospital, numa fila de banco, numa reunião de condomínio, presa num
elevador, em meio a um trânsito congestionado, numa cadeira de dentista.
E então? Somando os prós e os contras, as boas e más opções, onde, afinal, é
o melhor lugar do mundo?


Meu palpite: dentro de um abraço.


Que lugar melhor para uma criança, para um idoso, para uma mulher
apaixonada, para um adolescente com medo, para um doente, para alguém
solitário? Dentro de um abraço é sempre quente, é sempre seguro. Dentro de
um abraço não se ouve o tic-tac dos relógios e, se faltar luz, tanto melhor.
Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve.
Que lugar melhor para um recém-nascido, para um recém-chegado, para um
recém-demitido, para um recém-contratado? Dentro de um abraço nenhuma
situação é incerta, o futuro não amedronta, estacionamos confortavelmente
em meio ao paraíso.


O rosto contra o peito de quem te abraça, as batidas do coração dele e as
suas, o silêncio que sempre se faz durante esse envolvimento físico: nada há
para se reivindicar ou agradecer, dentro de um abraço voz nenhuma se faz
necessária, está tudo dito.


Que lugar no mundo é melhor para se estar? Na frente de uma lareira com
um livro estupendo, em meio a um estádio lotado vendo seu time golear,
num almoço em família onde todos estão se divertindo, num final de tarde à
beira-mar, deitado num parque olhando para o céu, na cama com a pessoa
que você mais ama?


Difícil bater essa última alternativa, mas onde começa o amor, senão dentro
do primeiro abraço? Alguns o consideram como algo sufocante, querem logo
se desvencilhar dele. Até entendo que há momentos em que é preciso estar
fora de alcance, livre de qualquer tentáculo. Esse desejo de se manter solto é
legítimo, mas hoje me permita não endossar manifestações de alforria.
Entrando na semana dos namorados, recomendo fazer reserva num local
aconchegante e naturalmente aquecido: dentro de um abraço que te baste.


enviado por Melu
Related Posts with Thumbnails