Letras são como estrelas, a guiar o viajante disperso, a uma praia, porto, lugar qualquer, onde possa raiar o dia, onde almas, mentes, corações, possam se encontrar, viver um espaço de beleza maior...

27 de out de 2012



Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.

E uma banana pelo potássio.

E também uma laranja pela vitamina C.

Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.

Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água. E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão).

Cada dia uma Aspirina, previne infarto.

Uma taça de vinho tinto também. Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso. Um copo de cerveja, para… não lembro bem para o que, mas faz bem. O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.

Todos os dias deve-se comer fibra. Muita, muitíssima fibra. Fibra suficiente para fazer um pulôver.

Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente. E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada. Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia…

E não esqueça de escovar os dentes depois de comer. Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax. Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.

Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma.

Sobram três, desde que você não pegue trânsito. As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia. Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma).

E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas quando eu estiver viajando.

Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações.
Ah! E o sexo! Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina. Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução. Isso leva tempo – e nem estou falando de sexo tântrico.

Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação. Na minha conta são 29 horas por dia.

A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo! Por exemplo, tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes. Chame os amigos junto com os seus pais. Beba o vinho, coma a maçã e a banana junto com a sua mulher… na sua cama.

Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio.

Agora tenho que ir.

É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro. E já que vou, levo um jornal… Tchau!

Luis Fernando Veríssimo (?), enviado por Izabel

6 de out de 2012

Tecendo redes


A cada dia, a cada instante tecemos as intrincadas redes de nosso destino. Um precioso trabalho, único, inigualável, nossa criação comovente chamada vida.

Cada gesto, cada palavra, cada sentimento ou pensamento que emitimos faz parte desta obra prima que é nossa vida. Nem bem sabemos que estamos tecendo nossa realidade dia a dia, mas é exatamente isso que estamos fazendo neste momento.

Teço minha vida com graça, beleza e ritmo, ou posso fazê-la como quiser ou como puder, mas verei o resultado em cada ponto bem dado, ou em cada nó emaranhado que crio para mim mesma e ao meu redor.

Teço minha rede paralela a tantas outras, e eventualmente nossos destinos se encontram e nossas redes se entrelaçam em complexas tapeçarias de ordem e beleza extraordinária, ou em nós embaraçados e confusos.

Sou perfeita do jeito que sou, sou o melhor que posso neste espaço/tempo possível. E cada um que vejo é perfeito, é uma criação máxima neste agora único e maravilhoso.

Se criamos doenças ou saúde, amor ou guerra, se criamos dor ou flores em nosso caminho é apenas uma escolha, são apenas os fios, as cores, as tensões com que alinhavamos, costuramos, tecemos a realidade presente.

É meu presente, é meu presente ao mundo, é meu presente a mim mesma, o que sou neste instante infinito e findo chamado vida.

Ana Liliam
Related Posts with Thumbnails