Letras são como estrelas, a guiar o viajante disperso, a uma praia, porto, lugar qualquer, onde possa raiar o dia, onde almas, mentes, corações, possam se encontrar, viver um espaço de beleza maior...

29 de out de 2009

A verdadeira mulher madura, por Marcial Salaverry

Temos que saber entender que a verdadeira mulher madura, como a denominação o indica, é como uma fruta madura, cheia de vida e de sabor, sendo uma fruta desejada por quem aprecia o verdadeiro paladar, por quem aprecia o melhor da vida.

Ela simplesmente viveu a vida, enfrentou os preconceitos que em outros tempos determinavam que a mulher apenas exercesse papéis secundários. Seu amadurecimento deu-se graças à alquimia do tempo, que foi moldando suas formas e sua mentalidade, foram mudanças forjadas a custa de muita luta, e principalmente uma dura luta interior, para poder se livrar de uma série de conceitos e preconceitos que lhes foram enfiados cabeça a dentro desde a mais tenra idade.

As jovens de hoje não podem fazer idéia do que foi a luta dessas encantadoras e sedutoras mulheres maduras de hoje, e foi graças a essas mudanças, que o seu espírito revela equilíbrio e harmonia, como em nenhuma outra fase da sua vida. Ela já viveu muita coisa, já passou por vicissitudes, já enfrentou muitos problemas e percalços, e agora quer que seu espaço e seu direito à vida, sejam devidamente respeitados. E quer viver a vida em sua plenitude, tendo pleno e total merecimento desse direito, ppis foi um direito adquirido com louvor.

Nada é promessa, nesta altura da vida, promessas não cabem mais, pois agora é chegado o momento de decisões e realizações. É o fazer, ou não fazer, ou serve ou não serve, eis que não pode mais aceitar enrolações, uma vez que seu tempo é de urgência.

O passado, o presente e o futuro nela se fundem para formar um tempo único: o momento presente. Não pode e nem quer se prender a fatos passados, nem tampouco se preocupa muito com o futuro. Quer viver o momento, e por isso procura escolher o que quer para o hoje, sendo portanto bem seletiva na escolha de suas companhias. Sabe o que quer e o que busca, e então vai à luta, em todos os pontos de vista, e assim, quem insistir em desconhecer essa sua maneira de encarar a vida, ou não for capaz de identificar que a fruta encontra-se no seu ponto certo, perderá a oportunidade e estará excluído de usufruir sua companhia.

A fruta é madura, mas para colhê-la é preciso conhecer o momento devido, sem precipitação, é algo que necessita ser feito com muito tato, cuidado e carinho, pois não se pode ser afoito, nem tampouco lento demais, tem que ser decidido, mas chegar no tempo certo, e certamente isso exige um certo conhecimento da alma feminina.

Saibam que ela, por mais frágil que aparente ser, é muito segura e senhora de si, sabendo o momento certo de agir, e o faz com charme e elegância. Delicada e incisivamente, e não aceita “pisadas na bola”.

Do ponto de vista sexual, ela tem a aprender tanto quanto a ensinar, o que estabelece um equilíbrio no relacionamento. E tudo o que faz, ela o faz como opção. Faz o que quer, como e quando quer, sem desvarios ou arrependimentos. Guia-se pela sensatez, e pelo desejo.
Ela não se envergonha da sua idade, muito pelo contrario, orgulha-se dos anos vividos e de ser fruta madura.

Mas mesmo que nada diga, lamenta, interiormente, que haja quem se contente em colher uvas verdes. Lamenta principalmente por ver que não sabem lhe dar o devido valor. Mas passa airosamente sobre tais fatos, pois sabe perfeitamente que a melhor maneira de prender o parceiro, é fazendo-o pensar que o deixa livre. Não impõe a companhia, apenas faz-se sentir necessária. Mostra-se criativa. Faz com o parceiro a veja em sua plenitude, ficando a seu lado por desejá-la e não por aturá-la.

Afinal é uma mulher total, e como tal quer sentir-se valorizada, pois sabe ser companheira, sendo aquela que compartilha a vida, que vive ao lado, e não procura passar à frente, mas tampouco admite ficar para trás. Tem bagagem de vida e sabe aproveitá-la, pois soube extrair da vida todas as lições, e agora as usufrui. Sabe viver enfim.

Essa é a verdadeira mulher madura. Sorte daqueles que sabem reconhecer, e dão o devido valor à sua companhia. Quando amam, são incomparáveis. Quando querem conquistar, o fazem com arte e decisão. E em sua companhia, é muito fácil ter-se UM LINDO DIA.

enviado por Zélia

7 de out de 2009

Eterno feminino

Sou tua deusa,
desalmada e franca,
tua mãe e irmã,
tua tia e prima.

Sou tua mulher,
tua amiga,
tua amante,
sou tua filha.

Não me desonre,
sou aquela que vês em teus sonhos,
sou aquela que vive em teus medos,
sou aquela que nasceu antes de ti e ficará depois.

Sou bruxa e santa,
sou virgem e perdida,
estou ao teu lado
mas não me perca de vista.

Estou por aqui
por todo lado.
Estou a cuidar, estou a brincar,
a cantar e a dançar.

É uma pena que não me compreendes,
pois perdes mais da metade da vida,
sem saber de mim
que estou a teu lado.

Já me vou,
mas sempre estarei por aqui.
Se buscares me encontrarás,
e a todo encanto da vida.
Eu sou o eterno feminino.

5 de out de 2009

Um dia...

Não me incomoda envelhecer,
com secam e caem as flores,
como tudo que nasce e um dia tem que partir,
e caminha lentamente para seu fim.

Posso me ver como velha anciã,
longos cabelos brancos,
os olhos grandes e calmos,
profundos lagos...
Ou como senhora,
digna e conhecedora de almas...
Ou madura,
ainda cheia de vida, de sonhos que jamais envelhecem!

Só me incomoda envelhecer se eu não puder rir e brincar,
escrever poesias de amor insanas,
ouvir todas as canções de alma,
dançar toda a alegria que vai no coração.

Se eu não puder,
muito abraçar e beijar,
pegar nas tuas mãos,
olhar em teus olhos e não me emocionar.
Então não valerá à pena viver e envelhecer,
se não for para admirar todas as flores,
ouvir o canto dos muitos pássaros que vem me ver,
sentir o cheiro da terra molhada da chuva que agora cai...

Um dia, quando eu envelhecer,
quero voltar a ser a criança peralta que não fui,
quero ainda fazer tudo aquilo que ainda não deu,
quero ser cada vez mais jovem por dentro,
amante da vida e de toda a beleza que há na vida,
pois a velhice chega por fora,
mas não encobre e eterna meninice,
da alma sonhadora que mora dentro da gente!
Related Posts with Thumbnails